UBRELVY (ubrogepant) – Tratamento inovador para a Enxaqueca Aguda


Enxaqueca não é somente uma simples dor de cabeça. É um problema de saúde sério, que acomete mais de 30 milhões de brasileiros (3 mulheres para cada homem) e merece acompanhamento médico especializado. Isso porque quem sofre de enxaqueca perde dias de trabalho e momentos importantes da vida por conta das crises que duram de 4 a 72 horas. E o pior: muitos fazem uso abusivo de analgésicos, o que significa que tomam mais de dois comprimidos do medicamento por semana.

Estima-se que as crises de enxaqueca comprometam 1,4% do total de anos de vida saudável do paciente. A dor de cabeça em geral é latejante e unilateral e pode mudar de lado; dependendo da intensidade da crise, a pessoa pode ficar impossibilitada de realizar suas atividades habituais e, na fase crítica, desenvolver sintomas como intolerância à luz, aos ruídos e a odores, além de náusea e vômito. Movimentos bruscos do crânio e esforços físico e mental também podem agravar o sofrimento durante a fase aguda.

“Náuseas e vômitos são frequentes porque durante a crise ocorre uma estase gástrica, ou seja, a digestão e absorção do que foi ingerido são suspensas. Por isso o paciente se sente enjoado”, completa a dra. Célia Roesler, vice-coordenadora do Departamento Científico de Cefaleia da Academia Brasileira de Neurologia.

A Food and Drug Administration (FDA) aprovou o Ubrogepant (Ubrelvy; Allergan) para o tratamento agudo de enxaqueca com ou sem aura em adultos, tornando-o o primeiro antagonista do peptídeo relacionado ao gene da calcitonina oral (CGRP) para essa indicação.

Ao contrário dos medicamentos mais antigos para enxaqueca, o UBRELVY é o primeiro comprimido desse tipo a bloquear diretamente a proteína do peptídeo relacionado ao gene da calcitonina (CGRP) que, acredita-se, desempenha um papel importante nos ataques de enxaqueca, causando dor e inflamação.

O UBRELVY é um antagonista do receptor CGRP, o que significa que ele foi projetado para impedir que essas proteínas se liguem às terminações nervosas sensoriais.

O CGRP tem um papel fundamental na fisiopatologia da enxaqueca. É um potente vasodilatador endógeno, localizado predominantemente em neurônios sensoriais e em terminações nervosas perivascular do sistema nervoso central. Em crises de enxaqueca, ele parece mediar a transmissão da dor trigeminovascular dos vasos intracranianos, bem como o componente vasodilatador da inflamação neurogênica.

É descrito a elevação dos níveis de CGRP no sangue venoso durante ataques de enxaqueca e que níveis elevados de CGRP foram normalizados em pacientes com enxaqueca após a administração do agonista do receptor de serotonina (sumatriptano), sugerindo que os triptanos possam agir para controlar a enxaqueca, pelo menos em parte, bloqueando a liberação de CGRP. Esses e outros dados estabeleceram que a liberação de CGRP desempenha um papel causal na crise de enxaqueca.

No BRASIL os pacientes podem ter acesso a este medicamento através da importação por pessoa física, mediante a apresentação da prescrição médica e alguns documentos pessoais.

A Primedicin pode assessorar a importação do medicamento UBRELVY, consulte-nos para mais informações.

UBRELVY (ubrogepant) é um medicamento e seu uso pode oferecer riscos. Procure um médico ou um farmacêutico. Leia a bula.

 

Fontes:

https://www.ubrelvy.com/why-ubrelvy

https://pebmed.com.br/ubrogepant-nova-geracao-de-drogas-no-tratamento-da-enxaqueca-aguda/

https://drauziovarella.uol.com.br/mulher-2/enxaqueca-4/

 

 

Não há comentários

Faça um comentário