Um spray nasal feito com o composto chamado INNA-051 conseguiu freiar a replicação do coronavírus em 96% em testes de laboratório. A substância foi criada para conter a propagação do vírus da gripe comum e resfriados, mas ainda não teve eficácia comprovada para tal finalidade. O INNA-051 foi desenvolvido pela australiana Ena Respiratory e possui moléculas que ativam os receptores TLR2 e TLR6 das células do nariz e da garganta. Com isso, há um aumento na imunidade nessas regiões. O teste, realizado com animais, foi conduzido por Miles Carroll, vice-diretor e chefe de pesquisa da Porton Down of Public Health England, no Reino Unido. A...

A vacina da Rússia para a Covid-19 não teve efeitos adversos e induziu resposta imune, indica um estudo com resultados preliminares publicado na revista científica "The Lancet", uma das mais importantes do mundo, nesta sexta-feira (4). Os cientistas russos reconheceram a necessidade de mais testes para comprovar a eficácia da vacina. Chamada de "Sputnik V", a imunização foi registrada no mês passado na Rússia, mas a falta de estudos publicados sobre os testes gerou desconfiança entre a comunidade internacional. No Brasil, o governo do Paraná firmou uma parceria para desenvolver a vacina russa e, nesta sexta (4), informou que o pedido de...

Os resultados da última fase de testes da vacina da americana Pfizer contra o novo coronavírus devem sair já no começo de outubro, segundo o presidente da empresa Albert Bourla. A vacina da Pfizer, que tem como base o RNA mensageiro, tem como objetivo produzir as proteínas antivirais no corpo do indivíduo. Com a injeção, o conteúdo é capaz de informar as células do corpo humano sobre como produzir as proteínas capazes de lutar contra o coronavírus. A última fase de testes da proteção ainda está acontecendo e já foi realizada com 23.000 voluntários com idades entre 18 e 85 anos. Desse...

A farmacêutica francesa Sanofi disse nesta quinta-feira (3) que iniciaria testes em humanos da vacina potencial contra o coronavírus, desenvolvida com a empresa britânica GSK, após testes preliminares com resultados promissores. O lançamento dos testes de fase 1 e 2 representam uma "etapa importante e mais um passo para o desenvolvimento de uma vacina potencial para nos ajudar a vencer a Covid-19", disse o vice-presidente executivo da Sanofi Pasteur, Thomas Triomphe. A vacina à base de proteína, de propriedade da Sanofi e usada para tratar a gripe, foi combinada com um complemento desenvolvido pela GSK, conhecido como adjuvante, que aumenta a resposta...

Como parte de seus esforços contínuos para combater o COVID-19, a Food and Drug Administration dos EUA ampliou o escopo da autorização de uso de emergência (EUA) existente para o medicamento Veklury (remdesivir) para incluir o tratamento de todos os pacientes adultos e pediátricos hospitalizados com COVID-19 suspeito ou confirmado por laboratório, independentemente da gravidade da doença. Em maio de 2020, o FDA emitiu um EUA que autorizou o Veklury para o tratamento de pacientes adultos e pediátricos hospitalizados com COVID-19 grave. Conforme observado na emissão inicial do EUA, o uso de emergência do Veklury foi limitado aos pacientes com doença...

Depois de analisar 65 drogas - muitas já usadas para tratamentos de diversas doenças - por meio de testes em culturas de células vivas (in vitro) e simulação computacional, um grupo de pesquisadores de diferentes instituições brasileiras descobriu quatro novidades que podem ser promissoras contra a covid-19. As duas com melhores resultados são o brequinar, que está em fase de teste para a leucemia, e o acetato de abiraterona, utilizada para o câncer de próstata. As outras duas, o extrato de Hedera Helix, um fitoterápico utilizado para tratar os sintomas de infecções respiratórias, e a Neomicina, um antibiótico muito conhecido, empregado...

A farmacêutica americana Pfizer anunciou nesta sexta-feira a assinatura de um contrato com a Gilead Sciences para poder fabricar e distribuir o antiviral Remdesivir, que vem sendo utilizado nos Estados Unidos como tratamento para doentes com covid-19 em estado grave. A Pfizer vai fornecer seus serviços nas instalações da companhia na cidade de McPherson, Estado do Kansas, para fabricar e fornecer o Remdesivir para a Gilead. O antiviral recebeu uma autorização de emergência da agência reguladora de medicamentos dos Estados Unidos (FDA - Food and Drug Administration) como tratamento para pacientes com covid-19, mas não foi formalmente aprovado pelo órgão regulador.   Fonte: https://valor.globo.com/empresas/noticia/2020/08/07/pfizer-e-gilead-se-unem-para-fabricar-remdesivir-utilizado-no-tratamento-da-covid-19.ghtml...

A Shenzhen Kangtai Biological Products produzirá a potencial vacina para covid-19 da AstraZeneca na China continental, afirmou a farmacêutica britânica, nesta quinta-feira, em seu primeiro acordo para abastecer um dos países mais populosos do mundo. O acordo sublinha a posição avançada da AstraZeneca na corrida mundial por uma vacina eficiente, uma vez que empresas chinesas estão liderando pelo menos oito dos 26 projetos de desenvolvimento de vacina que atualmente estão testando em humanos ao redor do globo. Sob o acordo, a Shenzhen Kangtai, uma das maiores fabricantes de vacinas da China, garantirá que terá capacidade anual de produzir pelo menos 100 milhões...

Em mais um acordo para adquirir vacinas contra o novo coronavírus, os Estados Unidos vão pagar à Johnson & Johnson mais de US$ 1 bilhão por 100 milhões de doses da candidata a imunizante da empresa. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) há 165 imunizações em desenvolvimento, 26 destas em testes com seres humanos e 139 em ensaios iniciais. O país já anunciou compras bilionárias de 7 vacinas em desenvolvimento, entre elas as candidatas da Pfizer e BioNTech e da Sanofi e GSK . À medida que a corrida por imunização e tratamentos para a covid-19 se intensifica, a Casa Branca tem...

O Fundo de Investimento Direto da Rússia (RDIF) anunciou nesta segunda-feira (03/08) que fechou um acordo comercial com as empresas boliviana Sigma Corp, e africana 3Sixty Biopharmaceuticals, para exportar o antiviral Avifavir utilizado no combate contra o novo coronavírus. Segundo a agência de notícias Sputnik, o medicamento será fornecido com um "mínimo de 150 mil unidades" para Argentina, Bolívia, Equador, El Salvador, Honduras, Paraguai e Uruguai através da empresa boliviana. Além disso, a Bolívia receberá a tecnologia necessária para a produção do medicamento final. De acordo com Kirill Dmitriev, diretor-geral do RDIF, os parceiros receberão a tecnologia para cortar os "custos logísticos e os...