EPTUS, medicamento para o tratamento da Hipertensão e Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC)


 

 

A insuficiência cardíaca é considerada uma doença cada vez mais frequente e uma das principais causas de hospitalizações entre as doenças cardiovasculares. A hipertensão arterial, uma das doenças mais prevalentes na população em geral, encontra-se frequentemente associada a insuficiência cardíaca, quer como causa, quer como fator de agravamento da doença. Além de poder causar insuficiência cardíaca, a hipertensão participa de muitos quadros dessa síndrome, ao contribuir para o desenvolvimento de insuficiência coronária, a principal causa de insuficiência cardíaca do mundo moderno.

A pressão arterial elevada aumenta a carga de trabalho do coração e artérias. A manter-se por um longo período, o coração e as artérias podem não funcionar corretamente. Isto pode danificar os vasos sanguíneos do cérebro, coração, rins, podendo resultar em acidente vascular cerebral, insuficiência cardíaca, ou insuficiência renal.

Como a hipertensão pode também aumentar o risco de ataques cardíacos, esses problemas podem ser menos prováveis de ocorrer se a pressão arterial estiver controlada.

EPTUS (Eplerenona) faz parte do grupo de medicamentos denominados antagonistas seletivos da aldosterona. Estes agentes antagonistas inibem a ação da aldosterona, uma substância produzida pelo organismo e que controla a tensão arterial e a função cardíaca. No estudo EPHESUS, o bloqueio da aldosterona em pacientes com insuficiência cardíaca produziu importantes desfechos clínicos. A Eplerenona reduziu o risco de morte e o risco de hospitalização entre os pacientes com insuficiência cardíaca.

O EPTUS é um medicamento que pode ajudar a prevenir o agravamento da insuficiência cardíaca no seguimento de um ataque cardíaco, em associação com outros medicamentos usados para tratar a insuficiência cardíaca. Este medicamento também é usado no tratamento da insuficiência cardíaca congestiva (ICC), após um ataque cardíaco e após um enfarte agudo do miocárdio.

No BRASIL os pacientes podem ter acesso a este medicamento através da importação por pessoa física, mediante a apresentação da prescrição médica e alguns documentos pessoais.

A Primedicin pode assessorar a importação do medicamento EPTUS, consulte-nos para mais informações.

EPTUS é um medicamento e seu uso pode oferecer riscos. Procure um médico e leia a bula.

 

 

Fontes:

http://app7.infarmed.pt/infomed/download_ficheiro.php?med_id=52732&tipo_doc=fi

https://www.indice.eu/pt/medicamentos/DCI/eplerenona/informacao-geral

http://departamentos.cardiol.br/dha/revista/14-3/12_antagonistas.pdf

http://sociedades.cardiol.br/nn/revista/pdf/revista_02/04-emphasis.pdf

https://www.chi.is/resource/new-frontiers-in-hrv-and-social-coherence-research/

 

Não há comentários

Faça um comentário