Como o medicamento atua em nosso corpo?


Normalmente tomamos remédios para tratar alguma dor, doenças comuns e até mesmo graves. Mas como eles atuam em nosso organismo? Como uma “coisa” tão pequenina pode mudar nossas vidas?

images Entenda o que acontece com um medicamento  quando você o ingere:

1. Assim que você ingere um remédio “via oral”, ele desce pela faringe e atinge o esôfago e chega ao estômago. No estômago, as enzimas digestivas começam a triturar a pílula engolida (o mesmo que acontece quando comemos algo). Se o medicamento não tiver uma cápsula protetora para conter as enzimas, parte do princípio ativo do remédio já será absorvida no estômago, entrando na corrente sanguínea.

2. Do estômago a pílula triturada “desce” para o intestino. É lá que ocorrerá a absorção da maior parte do princípio ativo, pois esse órgão é rodeado por muitos vasos sanguíneos. Como a maioria dos remédios são bem solúveis, os princípios ativos atravessam as membranas permeáveis do intestino e penetram nesses vasos.

3. Chegando na corrente sanguínea, o princípio ativo do remédio começa a circular pelas artérias e veias do organismo, que são responsáveis por levar a substância química do remédio até o exato ponto onde ela precisa agir. Em geral, o remédio que circula na corrente sanguínea só não penetra numa parte do corpo: o cérebro. Para preservar essa sensível região de danos colaterais, existe uma proteção fisiológica chamada barreira hematoencefálica. Ela impede a passagem da maioria das substâncias químicas para o líquor, o líquido que banha o sistema nervoso central.

4. O segredo do remédio é que ele só entra em ação quando seu princípio ativo interage com moléculas do corpo chamadas de receptores. Como cada órgão (coração, pulmão, fígado…) tem receptores específicos, o medicamento só age quando seu princípio ativo encontra moléculas que se “encaixem” perfeitamente com sua fórmula química. É a famosa “chave-fechadura” que tanto se fala nas aulas de fisiologia!

Fonte: O Corpo Humano 

 

Não há comentários

Faça um comentário