Baixas temperaturas contribuem para as crises de asma!


Dia Nacional de Combate à Asma é celebrado no dia 21 de junho e alerta para os perigos da doença respiratória.

Durante as baixas temperaturas de inverno, os sintomas tendem a se manifestar com mais intensidade, por isso o Dia Nacional de Combate à Asma, lembra sobre a importância de tomar os devidos cuidados para evitar agravamentos nesta época.

O pneumologista do Hospital Dia do Pulmão, Dr. Mauro Kreibich, explica que a Asma (popularmente conhecida como bronquite Asmática ou Bronquite Alérgica ou Pianço) consiste no estreitamento de canais de ar dos pulmões, os chamados brônquios, o que dificulta a respiração, causando tosse seca, chiado e sensação de aperto no peito.

“É uma doença que pode surgir desde a infância e que não tem cura, mas possui tratamento que, na maioria dos casos, permite vida normal, evitando as crises e gravidades”, explica o especialista.

Ele afirma ainda que, a doença pode ser classificada em quatro categorias, conforme sintomas e agravamentos: Grau 1, quando os sintomas são leves e ocorrem apenas em dois dias por semana ou em duas noites por mês; Grau 2, quando os sintomas são leves, mas persistentes, e se manifestam mais de duas vezes na semana; Grau 3, quando os sintomas são persistentes, mas moderados, e ocorrem uma vez por dia e até mais de uma noite na semana; Grau 4, quando os sintomas são graves e persistentes, e acontecem várias vezes ao dia e à noite. Sendo assim, o tratamento depende do grau de cada paciente.

Cuidados e prevenção 
Para evitar que as crises de Asma se desenvolvam neste período, é importante realizar algumas medidas de prevenção. Confira a seguir, algumas dicas do pneumologista.

– Se alimentar adequadamente com verduras, legumes e frutas. Além disso, beber muita água todos os dias. Isso deixará o organismo bem hidratado e com a imunidade mantida, auxiliando para que os vírus e as bactérias não comprometam o organismo;

– Manter as mãos sempre limpas para impedir contaminações. Lave-as com água e sabonete antisséptico ou com álcool em gel. Se precisar usar lenços, dê preferência aos descartáveis;

– Manter a casa limpa, livre de sujeiras e poeiras, e as janelas abertas, para que os cômodos tenham ventilação adequada;

– Realizar a limpeza ou substituição dos filtros dos aparelhos de ar condicionado;

– Submeter as roupas e cobertas (principalmente aquelas que estão sem uso de longa data) ao calor do sol, secadora ou ferro elétrico para reduzir os ácaros que as impregnam e que são os maiores causadores dos processos alérgicos;

– Apurar a limpeza dos ambientes através de panos úmidos, evitando condutas que apenas deslocam a poeira (vassouras, aspiradores e espanadores);

– Manter atividade física regular evitando exageros de intensidade e gradiente de temperatura;

– Manter a medicação de uso regular e/ ou continuo, relembrando as orientações para as medicações de uso nas crises;

– Manter a carteira de vacinação atualizada, destacando que além da vacina antigripal são indicadas as vacinas anti-infecções respiratórias conhecidas popularmente como “contra Pneumonia”.

asma04

Fonte: Site O Debate o Seu Portal de Notícias

Não há comentários

Faça um comentário