• Prescrição

    Em consulta com seu médico receba sua prescrição médica (receita) com todas…

    Leia Mais
  • Solicitando

    O processo é muito simples, com a prescrição médica em mãos, RG e CPF…

    Leia Mais
  • Importação

    Com a documentação do paciente em mãos a Primedicin entrará em contato…

    Leia Mais
  • Transporte

    O transporte de seu medicamento importado ocorrerá da maneira que está estab…

    Leia Mais
  • Entrega

    Sua medicação seguirá diretamente do país de origem ao endereço informado…

    Leia Mais

O FDA aprova o BRUKINSA ™ (zanubrutinib), medicamento para o tratamento de pacientes adultos com Linfoma de Células do Manto (LCM)

O linfoma é um câncer do sangue, assim como a leucemia. Entretanto, enquanto a leucemia tem origem na medula óssea, o linfoma surge no sistema linfático, uma rede de pequenos vasos e gânglios linfáticos, que é parte tanto do sistema circulatório, como do sistema imune. O sistema coleta e redireciona para o sistema circulatório um líquido claro, chamado linfa, e contém células de defesa (glóbulos brancos), chamadas linfócitos. Também fazem parte desse sistema os gânglios linfáticos, também chamados de nódulos linfáticos ou linfonodos, e órgãos como timo, baço e amígdalas, todas as estruturas envolvidas na produção de linfócitos, o que inclui a medula óssea e o tecido linfático associado ao sistema digestivo.

Há dois tipos de linfomas: linfoma de Hodgkin e linfoma não Hodgkin. Segundo estimativas do Instituto Nacional do Câncer (Inca), 10.180 novos casos de linfomas não Hodgkin devem ser diagnosticados no Brasil este ano, sendo 5.370 em homens e 4.810 em mulheres.

Os linfomas não Hodgkin são divididos em três tipos, de acordo com o tipo de célula que atingem: linfomas de células B (ou linfócitos B), linfomas de células T (ou de linfócitos T) e linfomas de células NK (células natural killer ou exterminadoras naturais). Os linfomas de células B são os mais comuns, respondendo por 85% dos casos de linfomas não Hodgkin.

O linfoma de células do manto é um tipo de linfoma não-Hodgkin. Quando é diagnosticado, o linfoma das células do manto geralmente se espalha para os linfonodos, medula óssea e outros órgãos. No linfoma recidivo, a doença reaparece ou cresce novamente após um período de remissão, enquanto no linfoma refratário, a doença não responde ao tratamento ou responde apenas brevemente.

Recentemente uma empresa farmacêutica chinesa obteve a aprovação de mercado da Administração de Alimentos e Drogas dos Estados Unidos (FDA, na sigla inglesa) para uma droga para o tratamento do linfoma de células do manto (MCL) em adultos que receberam pelo menos uma terapia anterior, marcando a primeira entrada de uma droga para o câncer inovadora de uma empresa chinesa nos EUA e dando um impulso às ambições dos fabricantes nacionais de drogas para criar novos tratamentos para pacientes em todo o mundo.

O BRUKINSA (zanubrutinib), é um inibidor da tirosina quinase de Bruton (BTK) aprovado pela FDA, que fornece 100% de ocupação mediana em células sanguíneas periféricas e o único inibidor da BTK com flexibilidade para ser tomado uma ou duas vezes ao dia.

A aprovação acelerada é baseada nos resultados de eficácia de dois ensaios clínicos de braço único e a aprovação contínua pode depender da verificação e descrição dos benefícios clínicos em um estudo confirmatório, de acordo com a BeiGene. O ensaio clínico incluiu 86 pacientes com linfoma de células do manto que haviam recebido pelo menos um tratamento anterior. O estudo mediu quantos pacientes apresentaram retração completa ou parcial de seus tumores após o tratamento (taxa de resposta geral). No estudo, 84% dos pacientes apresentaram retração do tumor com uma duração mediana da resposta (tempo entre a resposta inicial à terapia e a subsequente progressão ou recidiva da doença) de 19,5 meses. Este estudo foi apoiado por um estudo adicional de braço único que incluiu 32 pacientes, nos quais 84% ​​dos pacientes apresentaram retração do tumor com uma duração média de resposta de 18,5 meses.

No BRASIL os pacientes podem ter acesso a este medicamento através da importação por pessoa física, mediante a apresentação da prescrição médica e alguns documentos pessoais A Primedicin pode assessorar a importação do medicamento BRUKINSA, consulte-nos para mais informações

BRUKINSA é um medicamento e seu uso pode oferecer riscos. Procure um médico ou um farmacêutico. Leia a bula.

Fontes:

http://portuguese.people.com.cn/n3/2019/1120/c309809-9633953.html

https://www.pharmacytimes.com/news/zanubrutinib-granted-accelerated-approval-for-second-line-treatment-of-mantle-cell-lymphoma

https://www.accamargo.org.br/tipos-de-cancer/linfoma-nao-hodgkin

Nenhum Comentário. Seja o primeiro!

Deixe uma resposta

Mensagem